[Lançamentos] Janeiro/2017 * Pré-venda @PlanetaLivrosBR

princesa

Princesa de Papel

Autora: Erin Watt

Série: The Royals – Livro 1

Editora: Essência

Gênero: New Adult

Skoob

O primeiro livro da série The Royals, a nova sensação new adult dos EUA.

Ella Harper é uma sobrevivente. Nunca conheceu o pai e passou a vida mudando de cidade em
cidade com a mãe, uma mulher instável e problemática, acreditando que em algum momento as duas conseguiriam sair do sufoco. Mas agora a mãe morreu, e Ella está sozinha. É quando aparece Callum Royal, amigo do pai, que promete tirá-la da pobreza. A oferta parece tentadora: uma boa mesada, uma promessa de herança, uma nova vida na mansão dos Royal, onde passará a conviver com os cinco filhos de Callum. Ao chegar ao novo lar, Ella descobre que cada garoto Royal é mais atraente que o outro – e que todos a odeiam com todas as forças. Especialmente Reed, o mais sedutor, e também aquele capaz de baixar na escola o “decreto Royal” – basta uma palavra dele e a vida social da garota estará estilhaçada pelos próximos anos. Reed não a quer ali. Ele diz que ela não pertence ao mundo dos Royal. E ele pode estar certo.

“Intenso, quente e assustador – eu não consigo parar de pensar em Princesa de papel” Emma Chase, Autora Da Série Tangled.

      bilionario

Como Seduzir Um Bilionário

Autora: Portia da Costa

Editora: Essência

Gênero: Romance erótico

Skoob

O novo sucesso da autora de Bem profundo.

A best-seller britânica Portia da Costa ficou conhecida no Brasil pelo seu romance erótico Bem profundo e agora nos apresenta o livro “Como seduzir um bilionário”, dedicado às órfãs da série Cinquenta tons de cinza. Na trama, a jovem Jess Lockhart de 29 anos tem um trabalho burocrático numa seguradora. Sua vidinha morna só ganha tintas mais picantes quando ela sonha com o príncipe encantado que vai tirar sua virgindade. Ele se materializa na figura nada pomposa do herdeiro Ellis McKenna, um belo homem que prefere circular com um figurino despojado a se engessar num terno engomado. Mas Jess quer mais do que um homem que a inicie nas artes sexuais, ela quer um companheiro. Porém Ellis não está disponível para esse tipo de comprometimento. Jess, no entanto, não desistirá tão facilmente de seu objetivo.

 felicidade

Um Instante de Felicidade

Autor: Federico Moccia

Editora: Planeta

Gênero: Romance

Skoob

O novo livro do autor que redefiniu o romance de amor. “Desejo desesperadamente ter um sonho, porque quem não se agarra a um, não chega a lugar nenhum.” NICCO O italiano Nicco enfrenta a passagem da adolescência para a vida adulta com muito mais sofrimento que seus amigos. Sua namorada terminou tudo com ele com um “sinto muito”, sem dar nenhuma explicação, e seu pai acabou de morrer. Como o “homem da casa”, ele precisa cuidar da mãe, que se entrega à tristeza pela morte do marido, e das duas irmãs que não conseguem se acertar com seus respectivos companheiros. Para dar conta de tudo, ele se divide entre dois empregos. Em meio a esse turbilhão de emoções e acontecimentos, Nicco conhece uma encantadora turista americana nas ruas de Roma e percebe que a vida é curta demais para ser desperdiçada com lamentos sobre o passado. Com a bela Ann, ele embarca numa aventura romântico-gastronômica pela Itália e redescobre seu norte com instantes de felicidade. Impossível ler este romance do best-seller Federico Moccia, carregado de um humor característico da Itália, sem ficar com vontade de comer numa boa cantina italiana ao final de cada capítulo ou até de comprar uma passagem para Roma ao terminar o livro. Apaixonante!

Todos os livros já estão em pré-venda!!!

Para mais informações acesse ⇒ planetadelivros.com.br

Selo-blogparceiro-EditoraPlanetaBrasil-150x150

Anúncios

[Resenha] Nem tudo será esquecido – Wendy Walker @PlanetaLivrosBR

nao-me-esquecas

Nem tudo será esquecido – Wendy Walker

Editora: Planeta
Data de publicação: 05/09/2016
Páginas: 288
Nota: 4/5    Skoob
Um dos suspenses psicológicos mais elogiados nos Estados Unidos
Tudo parece perfeito na pequena Fairview, em Connecticut, até a noite em que a adolescente Jenny Kramer é violentada durante uma festa. Nas horas posteriores, ela é medicada com uma droga controversa para que as memórias da violência sejam apagadas. Mas, nas semanas que se seguem, enquanto se cura das dores físicas, Jenny percebe que guardou nuances daquela noite. O pai, obcecado por sua incapacidade de descobrir quem abusou de sua filha, busca justiça, enquanto a mãe tenta fazer de conta de que o crime não abalou seu mundo cuidadosamente construído. Segredos da família e do círculo próximo começam a vir à tona durante a busca incessante pelo monstro que invadiu a comunidade – ou que talvez sempre tenha estado lá –, guiando este thriller psicológico para um fim chocante e inesperado.
ψ
Resenha
Um thriller psicológico perturbador e instigante que me fez gostar ainda mais deste gênero literário.
Após a adolescente Jenny Kramer ser violentada durante uma festa, ela foi medicada com uma droga para que as memórias da violência fossem apagadas. Fiquei me perguntando enquanto lia o livro:
“Será que se eu fosse estuprada gostaria de me lembrar de tudo?”
Violência em geral é algo que me assusta demais. Sou mãe de um menino de 10 anos e cada dia mais me sinto insegura com tamanha crueldade humana. Parece que não há limites para atos macabros e os valores da sociedade estão totalmente alterados. Respeito é algo raro. Bondade é motivo para ser postada e compartilhada em redes sociais na internet, como se isso fosse tão raro que merecesse destaque. Tipo “razões para acreditar”.
Este livro mexeu demais com o meu psicológico. O relato do estupro em si é quase insuportável por ser escrito com tamanha maestria. A riqueza de detalhes e a trama eletrizante me sugaram de tal forma que só consegui largar o livro após terminá-lo. Fiquei completamente boquiaberta com o seu desfecho.
Existem bastante termos médicos psicológicos mas isso não me incomodou. O livro aborda dramas familiares e violência com muito suspense. Realmente este será um livro em que Nem tudo será esquecidoWendy Walker acaba de entrar para a minha lista de autores favoritos.
Por Viviane Gonçalves

Selo-blogparceiro-EditoraPlanetaBrasil-150x150

Para mais informações acesse ⇒ www.planetadelivros.com.br

[Resenha] Desejo concedido – Megan Maxwell @PlanetaLivrosBR

portada_desejo-concedido_megan-maxwell_201608031725

Desejo Concedido – Megan Maxwell
Série: Guerreiras – 1º Volume
Editora: Planeta
Selo: Essência
Data de publicação: 29/07/2016
Páginas: 464
Nota: 5/5 ♥ Favoritos    Skoob
Na Inglaterra do século XIV, após a morte dos pais, a jovem lady Megan Phillips, de vinte anos, segue uma vida tranquila, focada na educação e na criação de seus dois irmãos mais novos.
Para fugir de um casamento arranjado por sua tia, Megan e a irmã, Shelma, vão para o castelo de Dunstaffnage, na Escócia, onde vive seu avô Angus de Atholl, do clã McDougall.
Anos depois, durante o casamento de um de seus primos, Megan – uma mulher aguerrida, pronta a empunhar uma espada pra defender sua família e que não se dobra por nada e nem por ninguém –, conhece o temido guerreiro de olhos verdes Duncan McRae – um homem acostumado a liderar exércitos, mas que nunca esteve preparado para enfrentar o gênio forte de uma mulher.
O destino trama contra (ou a favor de) Megan, que, contra a sua vontade, acaba se casando com Duncan.
Conseguirão os dois se entender e seguir a vida como um casal feliz? Ou viverão às turras, como se estivessem num campo de batalha?
Resenha
Narrativa repleta de aventuras, ação e romance. Ingredientes perfeitos que garantem muita diversão.
Primeiro romance histórico que leio da autora e sem dúvida alguma, foi o livro dela que mais gostei. A escrita é leve e divertida e as confusões que essas irmãs se metem são hilárias. É claro que teimosia demais é complicado e no século XIV, então?!?! Porém, não ha como não se apaixonar por essas atrapalhadas e corajosas mocinhas, e torcer pela felicidade desta família.
A jovem geniosa lady Megan Phillips é tudo aquilo que um homem não deseja. Linda, inteligente, corajosa e destemida. Qual o homem quer uma “encrenca” desta como esposa? O temido e lindo guerreiro, Duncan McRae, se vê cada vez mais envolvido por essa mulher que luta por sua família e enfrenta “qualquer exército” para protegê-los. As vezes a sua teimosia é tamanha que os coloca em perigo, fazendo com que Duncan tenha vontade de ele mesmo estrangulá-la, mas o amor é mais forte e é aí que nos vemos suspirando e torcendo para que eles se entendam e que vivam o seu felizes para sempre.
A leitura é rápida e fluída, a autora como sempre escreve muito bem. Indico para todos os amantes de romances de época e até para aqueles que não gostam… porque um livro maravilhoso como esse não tem como não indicar.
Não vejo a hora de ler o segundo volume da série Guerreiras.
Já estou com saudades dessas mulheres incríveis. ♥
Por Viviane Gonçalves
Sobre a série
Cada livro conta a história de um casal diferente, porém indico ler na ordem para conseguir compreender melhor a trama.
Sobre a autora
000039530_1_Megan_by_(c)Nines_Minguez_copia_201607131413.jpg
Megan Maxwell
Alemania, 26 de Fevereiro de 1965

Nascida na Alemanha e radicada na Espanha, se dedica aos romances femininos e eróticos há mais de uma década, tendo publicado seu primeiro livro, Te lo Dije, em 2009. Vencedora de mais de dez prêmios literários, entre eles o Prêmio Internacional de Seseña — em 2010, 2011 e 2012 —, seus relatos picantes ganharam fãs em todo o mundo, inclusive no Brasil, onde a sua trilogia Peça-me o que quiser se tornou um best-seller. A autora de mais de 15 títulos vive em Madri com seu marido, filhos, seu cão, Drako, e seus gatos Romeu e Julieta. Mais informações sobre Megan Maxwell e sua obra estão disponíveis no seu site oficial: http://www.megan-maxwell.com

]Selo-blogparceiro-EditoraPlanetaBrasil-150x150

Para mais informações acesse ⇒ www.planetadelivros.com.br

[Resenha] O diário internacional de Babi – Chris Salles @PlanetaLivrosBR

portada_o-diario-internacional-de-babi_chris-salles_201607071446
O diário internacional de Babi

Autora: Chris Salles
Editora: Planeta de Livros
Selo: Outro Planeta

Data de publicação: 04/07/2016

Páginas: 272 áginas
Nota: 4/5
O Diário Internacional de Babi é o romance juvenil da carioca Chris Salles, autora que teve mais de 5 milhões de leituras na rede social de escritores Wattpad e que venceu dois prêmios Wattys 2015
Mudar nunca foi a palavra preferida de Bárbara. Porém, depois da separação dos pais, a garota de 15 anos se vê obrigada a migrar com a mãe e os irmãos para Orlando, a cidade americana onde os sonhos ganham vida. E descobre que a fronteira entre o real e o ilusório pode ser mais difícil do que parece.

Como a terra do Mickey, o livro de Chris Salles é cheio de magia, pois nos transporta instantaneamente para a vida da Babi, a protagonista. Com o diário dela nas mãos, nos sentimos íntimos, como se ela fosse uma amiga querida que nos escolheu como confidentes. Através de suas experiências, ela nos mostra que a primeira imagem de uma pessoa pode enganar, que devemos ser mais receptivos, que processos de adaptação podem ser complicados, mas não duram para sempre. Acima de tudo, Babi nos ensina que a vida real também tem seus momentos de contos de fada. Basta a gente permitir que eles aconteçam. E, especialmente, nunca deixar de sonhar.

– PAULA PIMENTA

Resenha

O livro traz a história de uma adolescente de 14 anos chamada Bárbara que vê sua vida de ponta cabeça quando seus pais decidem se separar e sua mãe resolve recomeçar a vida em Orlando na Flórida, bem longe da cidade pequena do interior do Rio Grande do Sul, onde ela nasceu e cresceu.

Agora além da saudade de casa, Babi terá de se adaptar a nova vida, ao novo idioma (o qual ela não domina), a nova escola, fazer novas amizades, bullying e claro o AMOR.

O livro é narrado em forma de diário, e a autora acertou em cheio em criar uma adolescente tão divertida e maluca. A trama é divertida e muito bem escrita. Traz conflitos familiares, trata do primeiro amor, histórias de amizades e claro muita confusão. Faz com que o leitor se divirta do início ao fim da leitura.

Terminei o livro com gostinho de quero mais, desejando um segundo volume com outras aventuras da nossa querida Babi. Indico para aqueles que gostam de leituras leves ao estilo sessão da tarde.

Por Viviane Gonçalves

Para mais informações acesse ⇒ www.planetadelivros.com.br

 

logo_OUTRPLABRA.png

[Lançamentos] Novembro/2016 @PlanetaLivrosBR

Lançamentos de novembro da Planeta.gif

portada_tentativas-de-fazer-algo-da-vida_hendrik-groen_201611072038

TENTATIVAS DE FAZER ALGO DA VIDA
HENDRIK GROEN

Olhar terno e hilário sobre a terceira idade, conheça este romance que virou best-seller internacional.

Hendrik Groen pode ser velho, mas nem de longe está morto – e não planeja ser enterrado tão cedo. Seus passeios estão ficando mais curtos porque as pernas já não dão conta, as visitas ao médico se tornaram mais frequentes do que gostaria. É nesse momento da vida que se pergunta se não há nada mais a fazer além de tomar chá fraco e cuidar de flores. Quando o novo ano começa, ele toma uma decisão: escreverá todos os dias um diário, contando os altos e baixos de sua rotina num asilo em Amsterdã. O resultado é um olhar terno e hilário sobre a terceira idade, mas é também um devastador retrato de uma parcela da população esquecida pela família e pela sociedade.

  Livro teve imensa repercussão na Holanda ao ser publicado sob pseudônimo, a exemplo dos livros de Elena Ferrante – até o celebrado autor holandês Arnon Grunberg foi cogitado.
• Foi considerado o livro do ano de 2014 pela imprensa holandesa e em vários outros países, por virar best-seller sem se encaixar nas fórmulas de sucesso.
  Mais de 250 mil cópias vendidas no mundo, tendo sido publicado em mais de 30 países.
•  Com muito humor, livro chamou atenção também por abordar temas delicados relativos à terceira idade, como o abandono dessa parcela da população pela sociedade.

SOBRE O AUTOR

Hendrik Groen é um pseudônimo. Publicado originalmente em 2014, Tentativas de fazer algo da vida virou fenômeno na Holanda antes de se tornar um best-seller internacional, publicado em mais de 30 países. Em 2016, o autor publicou uma continuação do diário.

104_1_banners_13_0004_Entrando_no_clima.jpg

100_1_banners_13_0000_Em_busca_de_Catia.jpg

103_1_banners_13_0003_Colecionadores_de_historias.jpg101_1_banners_13_0001_Expert_em_vinhos.jpg

Confira outros lançamentos ⇒ www.planetadelivros.com.br

 

 

[Lançamentos] Outubro/2016 @PlanetaLivrosBR

giphy.gif

portada_amor-verdadeiro_jude-deveraux_201610101705

AMOR VERDADEIRO
JUDE DEVERAUX

Da dama do romance, uma história de amor que vai além da vida!

Ambientado numa ilha paradisíaca e um dos romances mais cultuados de Jude Deveraux, best-seller americana que já vendeu mais de 60 milhões de exemplares pelo mundo, o livro conta a história de Alix Madsen. Quando ela está terminando a faculdade de arquitetura, Addy Kingsley, amiga de seus pais, morre. No testamento, a mulher estipula que a jovem tem direito a viver por um ano em sua encantadora casa do século XIX na ilha de Nantucket (Massachusetts), EUA. O relacionamento de tia Addy com a família Madsen é um mistério para Alix, mas ela aceita a oferta e, ao chegar na propriedade dos Kingsley, percebe que não é má ideia passar uma temporada ali. Além de o lugar ser um sonho para qualquer arquiteto, ela conviverá com o charmoso Jared Montgomery Kingsley, dono de um dos mais importantes escritórios de arquitetura do país e sobrinho-neto de Addy, portanto, herdeiro natural da casa. O que Alix não imaginava era que tia Addy tinha um propósito muito específico para ela quando a colocou naquele lugar: solucionar o desaparecimento de Valentina, uma das mulheres da família Kingsley, ocorrido cerca de dois séculos antes. Em meio ao verão na ilha, Alix e Jared serão obrigados a conviver, o que pode ser a chave para desvendar o tal mistério dos Kingsley.

∴  Jude Deveraux é a dama do romance nos EUA.
∴ Suas saborosas histórias com final feliz já foram traduzidas para mais de 18 países
e venderam mais de 60 milhões de exemplares no mundo inteiro.
∴ Este romance faz parte da coleção As Noivas de Nantucket e tem temática espírita.

SOBRE A AUTORA

Jude Deveraux nasceu em Fairdale, Kentucky, Estados Unidos, em 1947. Considerada uma das damas do romance americano, ela já escreveu mais de 60 livros com finais felizes, dos quais mais de 30 figuraram na lista dos mais vendidos do prestigiado jornal The New York Times. Depois de viver em vários estados americanos, na Inglaterra e no Egito, Jude se aquietou em Charlotte, Carolina do Norte (EUA), onde vive atualmente. A escritora também mantém uma casa de veraneio em Badolato, cidade medieval da Itália.

portada_o-imperio-do-oprimido_guilherme-fiuza_201610101549

O IMPÉRIO DO OPRIMIDO
GUILHERME FIUZA

Primeira ficção inédita do autor best-seller de Meu nome não é Johnny.

O primeiro governo popular assume prometendo libertar o país da opressão dos ricos. Filha de um dos homens mais ricos do país, a jovem Luana Maxwell rompe com a família aristocrática no dia da eleição.
Sufocada, aos 25 anos, ela sai de casa só com a roupa do corpo, afrontando duplamente o pai magnata: abre mão da herança da sua rede de hotéis e vai procurar a “vida real” ao lado dos adversários políticos dele.
Sua ponte para o universo progressista é o advogado Beto Leal, seu professor de mestrado, por quem ela está fascinada. Beto acaba de criar uma ONG e Luana começa a trabalhar com ele no momento em que a organização conquista um contrato com o governo – graças ao publicitário Marivaldo Valadares, operador invisível do partido do novo presidente. Vendo o dinheiro cada vez mais abundante nas mãos dos defensores dos pobres, Luana Maxwell vai descobrindo seu novo mundo como uma Alice no país das maravilhas progressistas: o amor, a verdade e a solidariedade num balé alucinante com as verbas, os votos e o poder.
Neste romance sobre a vida política no século 21, o jornalista Guilherme Fiuza levanta o véu das ideologias para exibir os personagens trágicos e cômicos que circulam no mercado da bondade.

∴  Primeira ficção do autor de Meu nome não é Johnny (reportagem que teve mais de
50 mil exemplares vendidos e virou filme blockbuster) e de outros best-sellers como
Bussunda e 3.000 dias no bunker, que também será adaptado ao cinema.
∴ A história trata, com humor afiado, de um tema muito atual e ainda não abordado na
ficção, que é a situação política de um país dividido por ideologias.
∴ Antes mesmo de ser publicado, o romance também já teve os direitos comprados para
o cinema.
∴ O autor é colunista do jornal O Globo e da revista Época, ambas com enorme alcance
de leitores, e o termo que usa no título, O império do oprimido, é conhecido entre
quem lê seus textos.

Guilherme Fiuza fala sobre ‘O império do oprimido’ no programa Globonews Literatura, do canal Globonews.
Assista: Literatura: A política brasileira em forma de romance

SOBRE O AUTOR

Guilherme Fiuza é jornalista e escritor. Autor de Meu nome não é Johnny, 3.000 dias no bunker (ambos adaptados para o cinema) e Bussunda – a vida do casseta, entre outros livros, foi também coautor da minissérie O brado retumbante, da Globo, e escreveu a comédia teatral Eu e ela. É colunista político da revista Época e articulista do jornal O Globo.

107_1_banners_13_0007_Joao_sendo_Joao.jpg

105_1_banners_13_0005_33_revolucoes.jpg106_1_banners_13_0006_zika.jpg

108_1_banners_13_0008_A_guerra_do_paraguai.jpg

Confira outros lançamentos ⇒ www.planetadelivros.com.br

[Resenha] Você se lembra de mim? – Megan Maxwell @PlanetaLivrosBR

Essência_selo feminino planeta

portada_voce-se-lembra-de-mim_megan-maxwell_201605032220

Você se lembra de mim?

Autora: Megan Maxwell
Título original: Hola, ¿te acuerdas de mi?
Editora: Planeta
Selo: Essência
Gênero: Romance
Data de publicação: 03/05/2016
Páginas: 496
Classificação: 5/5 ♥ Favoritado
Um romance cativante e emocionante
Alana é uma mulher independente que não acredita no amor e tem na profissão sua única razão de viver. Jornalista freelancer, é enviada a Nova York para escrever uma reportagem sobre a metrópole, onde conhece o atraente Joel Parker. Quando ela descobre que aquele homem bonito e sedutor que tem lhe feito companhia nos últimos dias é um militar, como seu pai – uma lembrança que ainda a assombra –, a jornalista desaparece sem deixar vestígios. Apesar de resoluta em sua vontade de se afastar do capitão da Marinha americana para não repetir a história de sofrimento de sua mãe, ela não conseguirá aplacar o desejo de seu coração por Parker. Quem vencerá essa disputa entre razão e emoção? O passado de sua mãe irá assombrá-la ainda mais ou irá ajudá-la a esclarecer muitas questões mal resolvidas?

 Resenha

Vai Sonhando! foi minha primeira experiência com a Megan Maxwell, lembro-me de não conseguir me envolver com trama pelo excesso de cenas sensuais, apesar da escrita fluída e cativante. Estava receosa ao iniciar a leitura de Você se lembra de mim? mas – a autora me surpreendeu de forma positiva – acabei me apaixonando pelo livro.

Contado em duas épocas diferentes, na década de 1960, quando os pais da protagonista, Teddy e Carmen se conhecem e, no início dos anos 2000 que conta a história da filha deles Alana. Ambas as mulheres se veem apaixonadas por militares, mas a filha com medo de repetir a triste história dos pais, faz de tudo para afastar Joel, o capitão da Marinha por quem se apaixona perdidamente.

Devo admitir que todos os livros que tratam do período da guerra ganham meu coração facilmente, mas não é apenas por isso que me apaixonei pela trama. O livro conta a história da mãe da autora. Uma mulher que saiu de seu país de origem, Espanha, e foi atrás de uma oportunidade de emprego na Alemanha e lá se apaixona por um militar americano.

Como sempre digo, que quando amo demais de um livro não gosto de ficar “dissecando” os personagens. Eu não havia lido a sinopse do livro e apesar do início lento, a cada página me vi mais envolvida pela história.

O livro traz alguns trechos do diário de Carmen, das cartas que ela trocava com Teddy enquanto ele estava no Vietnã e também algumas fotos que tornam a edição impecável.

Terminei a leitura chorando, mas foi um “choro gostoso”, não queria que o livro acabasse. Não queria que a verdadeira história tivesse acabado de forma diferente. Fui atrás de referências para saber o que havia acontecido com a mãe da autora, com o pai… com sua família.

Megan Maxwell mostrou mais uma vez que sabe escrever muito bem, a leitura é cativante, envolvente, divertida e emotiva. Tem romance, drama e diversão. E apesar do livro trazer cenas sensuais desta vez foi na medida certa e só quero terminar a resenha dizendo:

– Leia este livro! Você não vai se arrepender ♥

IMG_8140

Por Viviane Gonçalves

Mais informações acesse ⇒ Planeta de Livros

Selo-blogparceiro-EditoraPlanetaBrasil-150x150