[Resenha] Irmãos de Sangue – Nora Roberts – @editoraarqueiro

irmaos-de-sangue-nora-roberts

Irmão de Sangue – Nora Roberts

A misteriosa Pedra Pagã sempre foi um local proibido na floresta Hawkins. Por isso mesmo, é o lugar ideal para três garotos de 10 anos acamparem escondidos e firmarem um pacto de irmandade. O que Caleb, Fox e Gage não imaginavam é que ganhariam poderes sobrenaturais e libertariam uma força demoníaca.

Desde então, a cada sete anos, a partir do sétimo dia do sétimo mês, acontecimentos estranhos ocorrem em Hawkins Hollow. No período de uma semana, famílias são destruídas e amigos se voltam uns contra os outros em meio a um inferno na Terra.

Vinte e um anos depois do pacto, a repórter Quinn Black chega à cidade para pesquisar sobre o estranho fenômeno e, com sua aguçada sensibilidade, logo sente o mal que vive ali. À medida que o tempo passa,

Caleb e ela veem seus destinos se unirem por um desejo incontrolável enquanto percebem a agitação das trevas crescer com o potencial de destruir a cidade.

Em Irmãos de sangue, Nora Roberts mostra uma nova faceta como escritora, dando início a uma trilogia arrebatadora em que o amor é a força necessária para vencer os sombrios obstáculos de um lugar dominado pelo mal.

As nuvens se agitaram, encobrindo a enorme lua e ofuscando o brilho das estrelas. O sangue deles, misturado, pingou e caiu no chão. O vento uivou furioso. As chamas da pequena fogueira se ergueram como uma torre e os três foram arremessados para longe. Houve uma explosão de luz como se as estrelas tivessem se despedaçado.

E algo saiu daquela escuridão gelada, daquele chão que tremia. Algo enorme e horrível. Olhos injetados e cheios de fome.

– O que foi aquilo? Você viu? – gritou Fox com uma voz aguda.

– Alguma coisa estava aqui. – Gage agarrou o ombro de Cal. – Eu senti algo acontecer dentro de mim. Então… vocês viram? Era algum tipo de urso?

– Não era um urso – garantiu Cal. – Era o que já estava neste lugar havia muito tempo.

Ele fechou os olhos, depois os abriu para encarar seus amigos.

– Consigo enxergar sem meus óculos!

Tremendo, Gage ergueu sua camisa e se virou de costas.

– Cara, seus machucados desaparece-
ram – comentou Fox.

– Era um demônio – disse Cal. – E nós o libertamos.

Resenha

Nora me surpreendeu com essa trama cheia de suspense e aventura, ainda não havia tido a oportunidade de ler algo sem ser romance dela, mas confesso que me apaixonei pelos personagens e com o desenrolar.

Sou muito fã do gênero terror, suspense o que me despertou o interesse pela história desses amigos que se aventuram pelo desconhecido, crianças que mudam seu destino tendo que amadurecer e crescer diante do sobrenatural para proteger todos que amam e a cidade que é sua casa.

Quando Cal conhece Quinn ele ganha um nova perspectiva do que ele, Fox e Gage enfrentam a cada 07 anos e conseguem descobrir novas evidências que pode não só pode ajudá-los como livrar a cidade dessa maldição e do pacto de sangue que despertaram há 21 anos atras.

A medida que os acontecimentos vão surgindo as coisas vão surgindo com mais rapidez do que o normal, o que não era para ser, pois eles não se prepararam para isso, mas com a investigação e ajuda de Quinn sobre o passado dos ancestrais de Cal e dos amigos, eles vêem uma nova esperança e descobrem também uma forte ligação, fazendo com que Cal e Quinn se aproximem cada vez mais em meio ao turbilhão de coisas que vão surgindo.

Será que eles conseguirão salvar a cidade, será que a ligação dos amigos vai além, gostaria de ter os demais volumes dessa trilogia para descobrir o que virá a seguir.

Amei da primeira a ultima página e mal posso esperar para a continuação.

Nota: 4/5 estrelas.

Por Roberta Corrêa.

 

Baixe um trecho do livro

Anúncios

[Resenha] Pecados no Inverno – Lisa Kleypas – @editoraarqueiro / @LisaKleypas

lay colecao quatro estacoes ok.indd

Pecados no Inverno – Lisa Kleypas

Do quarteto de amigas, Evangeline Jenner é certamente a mais tímida. E se tornará a mais rica quando receber a herança de seu pai, acamado com tuberculose. Mas Evie não se importa com o dinheiro. Tudo o que deseja é estar ao lado do pai em seus últimos dias.

Porém isso só será possível se ela puder escapar da casa dos tios que a criaram. E, para isso, sua única alternativa é casar-se – e rápido. Assim, ela foge no meio da noite para a casa do devasso lorde St. Vincent e lhe propõe casamento em troca de poder cuidar do pai.

Para um aristocrata que precisa de dinheiro, essa é uma excelente proposta. Afinal, é difícil conquistar uma moça rica e solteira quando se tem a reputação de Sebastian – trinta segundos a sós com ele arruinariam o bom nome de qualquer donzela.

Mas há uma condição na proposta de Evie: uma vez consumado o casamento, eles nunca mais dormirão juntos. Ela não será mais uma mulher descartada por ele com o coração partido. Se Sebastian realmente a deseja em sua cama, terá que se esforçar mais em sua sedução… ou entregar seu coração pela primeira vez na vida.

Neste terceiro livro da série As Quatro Estações do Amor, Lisa Kleypas nos apresenta o relacionamento de duas pessoas muito diferentes, mas igualmente obstinadas. E dessa relação tão peculiar pode nascer um desejo impossível de conter e um sentimento forte demais para esconder. Quem disse que os cafajestes não podem amar?

-Eu a quero mais do que já quis qualquer coisa neste mundo – falou Sebastian. – Diga-me o que posso

fazer para tê-la.

– Nã-não há nada que você possa fazer. Eu ia querer que fosse fi -fi el a mim, e você nunca poderia ser.

– O que quer de mim? Que me desculpe por ser homem?

Perplexa com a pergunta, Evie olhou para ele. Sempre havia sido muito fácil para Sebastian conquistar mulheres. Ela ansiou

por descobrir se o marido poderia passar a valorizá-la de outros modos além do físico.

– Se você se abstiver de mulheres durantes seis meses… dormiremos juntos.

– Isso é impossível. Sou Sebastian, lorde St. Vincent. Não posso ser casto. Todos sabem disso.

Ele era tão arrogante e estava tão indignado que Evie teve de morder o lábio para não rir.

– Com certeza não lhe faria mal tentar.

– Ah, sim, faria!

– Três meses. Se for bem-sucedido, irei para a cama com você quantas vezes quiser.

Um longo momento de silêncio se passou.

– Onde está sua aliança? – perguntou

Sebastian subitamente.

– Eu a tirei.

– Por que fez isso?

Ela procurou desajeitadamente em seu bolso.

– Está aqui. Eu a colocarei de volta se

você quiser…

– Entregue-a para mim. Aceitarei sua aposta e a vencerei. Daqui a três meses porei isto de volta em seu dedo, a levarei para a cama e farei coisas com você que são proibidas no mundo civilizado.

Resenha

Evie é a minha segunda preferida nessa série, ela é forte e encantadora, não se deixou abater diante de todo o  sofrimento e privação que teve em sua vida, pelo contrário a fortaleceu e a levou ao controle de seu destino.

O desespero em que foi colocada a faz agir e tomar controle de sua vida e a coloca no caminho de um homem que é tudo menos fiel, eles se encontram de uma forma que nenhum dos dois imaginava. St Vincent, ao meu ver ficou estarrecido com a proposta de Evie e dali começou a enxergar de fato como uma mulher interessante e que devia atenção, ao modo dele claro.

Notei que em uma época em que as convenções são determinadas por posição social e um certo tipo de educação, as pessoas sempre são cruéis, como a família de Evie, desde sempre o mundo será assim e a violência contra a mulher  ainda é um tema que precisa ser abordado seja no século passado ou no nosso. Lisa nos mostra com muita leveza e como Evie é salva, como ela se salva para um destino melhor e um futuro promissor ao lado de um amor que a transforma em uma mulher mais forte e obstinada que não se abaterá com mais nada que possa vir.

Nota: 4,5/5 estrelas

Por Roberta Corrêa

pecados_no_inverno_generico-1


Conheça a coleção As Quatro Estações do Amor

capa Segredos de uma noite de verao_16mm.indd

capa Era uma vez no outono_14mm.indd

9788580416565

pecados_no_inverno_generico-2

[Resenha] Era uma vez no Outono – Lisa Kleypas – @editoraarqueiro / @LisaKleypas

capa Era uma vez no outono_14mm.indd

Era uma vez no Outono – Lisa Kleypas

A jovem e obstinada Lillian Bowman sai dos Estados Unidos em busca de um marido da aristocracia londrina. Contudo nenhum homem parece capaz de fazê-la perder a cabeça. Exceto, talvez, Marcus Marsden, o arrogante lorde Westcliff, que ela despreza mais do que a qualquer outra pessoa.

Marcus é o típico britânico reservado e controlado. Mas algo na audaciosa Lillian faz com que ele saia de si. Os dois simplesmente não conseguem parar de brigar.

Então, numa tarde de outono, um encontro inesperado faz Lillian perceber que, sob a fachada de austeridade, há o homem apaixonado com que sempre sonhou. Mas será que um conde vai desafiar as convenções sociais a ponto de propor casamento a uma moça tão inapropriada?

O braço de Marcus se apertou ao redor do corpo de Lillian e sua mão livre procurou compulsivamente os quadris dela, exercendo uma pressão suave mas constante para trazê-la mais para perto. Ah, sim. Ela era da altura perfeita, seria preciso apenas um mínimo ajuste para deixar seus corpos na posição certa. Ele se encheu de uma excitação que acendeu um fogo sensual em suas veias. Marcus a desejava de mil maneiras. Podia sentir a forma natural do corpo de Lillian sob o fino vestido, sem nenhum corpete para marcar a pele lisa das costas.

Ela se contraiu um pouco ao sentir a boca de Marcus tocar seu pescoço e prendeu a respiração, atônita.

– O que… o que está fazendo? – sussurrou.

Umedecendo os lábios, ele afastou a cabeça e viu a expressão confusa no rosto de Lillian.

– Desculpe-me – sussurrou, tentando recuperar o juízo. – É esse cheiro…

– Cheiro? O meu perfume?

Marcus estava distraído pela boca de Lillian… os lábios macios, sedosos e rosados que prometiam uma doçura indescritível.

O cheiro dela invadiu seu nariz, produzindo uma nova onda de desejo. Marcus se enrijeceu. O coração batia com uma força insuperável. Ele não conseguia pensar com clareza. O esforço para não apalpá-la fez suas mãos tremerem.

Então sua boca se apoderou da de Lillian e ele começou a beijá-la como se sua vida dependesse disso.

Resenha

Sei que não poderia escolher uma das amigas como a minha preferida mas nesse caso seria uma exceção, tenho duas preferidas e a Lillian é uma delas.

Eu me identifiquei muito com Lillian, o modo como ela bate de frente e se posiciona em relação a tudo e a todos me encanta e fascina, em uma época em que as jovens tem aceitar seu destino e acatar tudo que lhes é imposto seria um tanto revolucionário.

Gosto de como a relação dela com Westcliff surge e desenrola é muito natural e a antipatia inicial dá vazão a outros sentimentos que pega ambos de surpresa, e a forma como eles lidam tentando fugir é algo que nos faz torcer para que se rendam e se entreguem de vez, mas temos Lillian a nossa protagonista que não aceita muito bem e bate o pé sempre que pode, por diversas vezes tive vontade de gritar com ela, mas ela é muito parecida comigo e acho que faria o mesmo em seu lugar.

E no meio do caminho sempre tem as reviravoltas que fazem a trama se tornar mais interessante, afinal o que seria da mocinha indefesa sem o seu príncipe para salvá-la?! Emoção e aventura temos de tudo o que torna um livro divertido e leve, uma série que me fez ler com tamanho entusiasmo para chegar ao final e confesso que não me decepcionou em nada.

Nota: 4,5/5 Estrelas.

Por Roberta Corrêa.

img25

Baixe um trecho do livro


Conheça a coleção As Quatros Estações do Amor

capa Segredos de uma noite de verao_16mm.indd

lay colecao quatro estacoes ok.indd

9788580416565

0001

0002

[Lançamento] Abominação – Gary Whitta – @DarkSideBooks – @garywhitta

timthumb (10)

[Lançamento] Abominação – Gary Whitta

OS VIKINGS ESTÃO CHEGANDO

A era medieval é muito mais conhecida por seus mistérios do que por seus registros históricos. Talvez seja melhor assim. Há quem acredite que estaremos mais seguros enquanto não soubermos de toda a verdade. Mas quem disse que as lendas não podem ser mais reais do que você imagina?

capa-abominacao-darkside-books-gary-whitta-3d

ABOMINAÇÃO é um romance de fantasia dark que reconta um dos capítulos mais sangrentos da história da Inglaterra: as invasões vikings do século IX. Apresentando personagens e batalhas reais, sua narrativa vai muito além do que poderíamos encontrar nos livros de escola. Com influências que vão de H.P. Lovecraft a Game of Thrones, ABOMINAÇÃO vem sendo recebido mundo afora como um novo clássico para fãs do gênero.

O reinado de Wessex foi o único de toda a Inglaterra que escapou dos invasores dinamarqueses. Seu rei, Alfredo, o Grande, negocia um acordo com os bárbaros do Mar do Norte, mesmo sabendo que eles não são exatamente os maiores adeptos da paz. É preciso estar preparado, a guerra pode recomeçar a qualquer momento. O arcebispo de Canterbury oferece proteção ao reino, através de feitiços descobertos por ele em velhos pergaminhos. O rei só não poderia imaginar que a magia seria ainda mais perigosa que os próprios vikings.

abominacao-darkside-books-gary-whitta-banner-768x382

O primeiro romance de Gary Whitta, também autor do aclamado Star Wars: Rogue One, é uma aventura para os leitores mais valentes. Você mal consegue virar as páginas sem se manchar de sangue. O que à primeira vista poderia ser apenas gore ou grotesco se transforma em momentos de grande beleza, num estilo preciso que chega a lembrar o mestre Clive Barker.

As cenas de batalha merecem destaque especial. É como se o leitor estivesse lá, com a espada em punho, lutando por sua vida. A literatura de Gary Whitta já nasce pronta para as telas, e não seria uma surpresa uma adaptação cinematográfica de ABOMINAÇÃO repetir o sucesso de outros enredos do autor.

Se você é fã de mitologia nórdica, assim como Neil Gaiman, e se não ousa perder um episódio da série Vikings, ABOMINAÇÃO é um item obrigatório na sua estante. O lançamento é da DarkSide® Books, numa edição em capa dura e casca grossa, resistente a machadadas e até mesmo ao martelo do deus do trovão.

abominacao-darkside-books-gary-whitta-post

“Game of Thrones com um toque de H.P. Lovecraft.”
— CLIFF BLESZINSKI, CRIADOR DO JOGO GEARS OF WARS —

“Uma estreia formidável, que une ficção científica, fantasia histórica e temas espirituais com muita habilidade […] O ritmo de Whitta é soberbo.”
— PUBLISHERS WEEKLY —

“Abominação é realmente fantástico. O livro tem todas as características que gostei em O Nome do Vento — e muito mais!
— GALE ANNE HURD, PRODUTORA DE O EXTERMINADOR DO FUTURO, ALIENS, O RESGATE E THE WALKING DEAD —

“Uma mistura épica de magia negra, monstros durões, espadas e muito sangue.”
— NICOLE PERLMAN, CORROTEIRISTA DE GUARDIÕES DA GALÁXIA —

“Uma fantasia sangrenta e perfeita — esta é uma história manipulada pelas mãos de um mestre.”
— CHUCK WENDIG, AUTOR DE STAR WARS − MARCAS DA GUERRA —

“Brutal e absolutamente incrível. Um livro imperdível.”
— NERDIST PODCAST —

 

abominacao-darkside-books-gary-whitta-autor-768x384

Gary Whitta é um nerd profissional. Foi editor-chefe da PC Gamer e roteirista de jogos como The Walking Dead: The Game e Halo 5: The Guardians. Fã confesso de Tolkien, é um dos criadores do enredo de Rogue One: Uma História Star Wars. Escreveu os roteiros de O Livro de Eli, Depois da Terra e da série de animação Star Wars Rebels. Fez figuração como “zumbi de pijama” na primeira temporada de The Walking Dead. ABOMINAÇÃO é seu primeiro romance.