[Resenha] Simplesmente o Paraíso – Julia Quinn – @editoraarqueiro

9788580416626

Simplesmente o Paraíso – Julia Quinn

Honoria Smythe-Smith sabe que, para ser uma violinista ruim, ainda precisa melhorar muito…

 Mesmo assim, nunca deixaria de se apresentar no concerto anual das Smythe-Smiths. Ela adora ensaiar com as três primas para manter essa tradição que já dura quase duas décadas entre as jovens solteiras da família. Além disso, de nada adiantaria se lamentar, então Honoria coloca um sorriso no rosto e se exibe no recital mais desafinado da Inglaterra, na esperança de que algum belo cavalheiro na plateia esteja em busca de uma esposa, não de uma musicista.

Marcus Holroyd foi encarregado de uma missão…

Porém não se sente tão confortável com a tarefa. Ao deixar o país, seu melhor amigo, Daniel, o fez prometer que vigiaria sua irmã Honoria, impedindo que a moça se casasse com pretendentes inadequados. O problema é que ninguém lhe parece bom o bastante para ela. Aos olhos de Marcus, um marido para Honoria precisaria conhecê-la bem (de preferência, desde a infância, como ele), saber do que ela gosta (doces de todo tipo) e o que a aflige (como a tristeza pelo exílio de Daniel, que ele também sente). Será que o homem ideal para Honoria é justamente o que sempre esteve ao seu lado afastando todo e qualquer pretendente?

Com seu estilo inteligente e divertido, Julia Quinn enfim apresenta ao público o Quarteto Smythe-Smith, o terrivelmente famoso e adoravelmente desafinado grupo musical que conquistou os leitores antes mesmo que as cortinas se abrissem para ele.

Ela lhe lançou um olhar furioso e saiu pisando firme. Na direção errada.

– Honoria!

Ela se voltou. Marcus tomou todo o cuidado para não sorrir e apontou para a direção correta.

– É por ali.

Honoria retesou o maxilar, mas disse apenas:

– Obrigada.

Porém, ela se virou rápido demais e tropeçou. Deixando escapar um gritinho, tentou recuperar o equilíbrio.

Marcus fez o que qualquer cavalheiro instintivamente faria: adiantou-se, apressado, para ampará-la.

Só que acabou pisando no maldito buraco.

O grito seguinte foi de Marcus – um tanto profano, envergonhava-se de admitir. Ele se desequilibrou e os dois caíram, aterrissando na terra úmida com um baque, Honoria de costas e Marcus bem em cima dela. Ele se apoiou nos cotovelos, tentando tirar o máximo de peso de cima dela, e olhou para baixo. Disse a si mesmo que era para ver se Honoria estava bem. Iria lhe perguntar isso assim que recuperasse o fôlego. Mas, quando a encarou, seus lábios estavam entreabertos, os olhos com uma expressão atordoada.

E Marcus fez o que qualquer cavalheiro instintivamente faria: baixou a cabeça para beijá-la.

Resenha:

Nossa que livro mais maravilhoso, não poderia expressar melhor minhas palavras sobre, somente que é uma das leituras mais encantadoras que venho lendo ultimamente do gênero.

Tem um toque de tudo, diversão, amor, aventura e o terrível Quarteto Smythe-Smith, que na minha opinião deve ser pior ao vivo, pois na narrativa ele não soa assim tão assustador, risos à parte Honoria é tão encantadora que é impossível não torcer por ela.

A forma como Julia a retrata não poderia ser melhor, ela á a força que une esse quarteto, e as passagens em que as primas estão juntas são um capitulo a parte e um deleite para que a trama fique mais divertida, se bem que é divertida num todo. De forma leve e graciosa a autora capta o melhor numa grande família, o que deveria ser até hoje mas claro que não é assim.

Marcus que num primeiro momento se mostra bem fechado, ao meu ver não é assim como mostrado, creio que para ele não tenha ficado visível o quanto ele foi se apaixonando por Honoria desde sempre, na infância deles senti que ele já tinha se apaixonado, e depois quando ele caí no buraco, ali na minha opinião ele já estava bem apaixonado, porém não tinha ainda se dado conta de quanto esse sentimento só crescia, ele só percebeu mesmo quando ficou doente e ela dedicou a cuidar dele. O que ele não esperava era que, dada a missão de ter que cuidar de Honoria era acabar se apaixonando de fato por ela.

De forma majestosa e tremendamente prazerosa Julia Quinn apresenta o Quarteto Smythe-Smith com um volume que mostra como uma amizade se transforma em amor passando por todos os estágios ao tão esperado final feliz, todas as perguntas que ficaram pairando tenho certeza que serão respondidas no segundo volume, o que eu mais anseio, pois estou curiosíssima para saber mais sobre o irmão de Honoria, Daniel.

Para os fãs de Julia esse é apenas mais um livro maravilhoso que deve ser lido o quanto antes, afinal com essa bela escrita não há como resistir.

Nota: 5/5 estrelas.

Roberta Corrêa.

Baixe um trecho do livro

9788580416626

GÊNERO ROMANCE DE ÉPOCA

FICHA TÉCNICA

LANÇAMENTO: 08/02/2017
TÍTULO ORIGINAL: JUST LIKE HEAVEN
TRADUÇÃO: ANA RODRIGUES
FORMATO: 16 X 23 CM
NÚMERO DE PÁGINAS: 272
PESO: 0.41 KG
ACABAMENTO: BROCHURA
ISBN: 9788580416626
EAN: 9788580416626
Conheça os outros volumes e o luxuoso Box
9788580416640

Um Noite como Esta 


9788580416664_2

A Soma de todos os Beijos


9788580416688

Os Mistérios de Sir Richard


Caixa_02_1

Caixa_03_1

Caixa_04_1kit-Julia-Quinn2_1

 

arqueiro

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s