[Resenha] Dez formas de fazer um coração se derreter – Sarah MacLean @editoraarqueiro

imagem

 

Autora: Sarah Maclean

Editora: Arqueiro
Lançamento: 12/09/2016
Título original: Ten Ways to Be Adored When Landing a Lord
Tradução: Fabiana Colasanti
Número de Páginas: 352 páginas
Leia um trecho do livro      Skoob         Nota: 3,5/5

“Uma história arrebatadora, sensual e comovente, que não deixa nada a dever ao primeiro livro. Os personagens nos conquistam e o ritmo perfeito da trama, junto com os diálogos magistrais, multiplica o prazer.” – Romantic Times Book Reviews

Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.

Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou.

Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.

Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.

*****

Como em tudo que se referisse a Nicholas St. John, não havia hesitação em seus beijos.

Num instante, Isabel estava lutando com uma série de emoções perturbadoras relativas à arrogância daquele homem e, no outro, ele havia tomado sua boca em um beijo ardente, roubando-lhe o ar, os pensamentos e a sanidade.

Ela ficou paralisada por um momento, saboreando a sensação dos lábios dele nos seus, daquelas mãos segurando seu rosto, do dorso dos dedos descendo por seu pescoço. Ele a segurou firme contra si, a boca brincando com a dela, despertando-lhe ondas de prazer. Então a carícia ficou mais suave. Ele afastou os lábios até mal tocarem os dela e lambeu- -lhe o lábio inferior, a língua quente contra a pele macia dela. Isabel arfou com aquela sensação, tão estranha, tão pecaminosa. Tão magnífica.

Ele capturou a boca de Isabel mais uma vez, acariciando-a até que se abrisse para ele, insegura. Isabel não sabia bem como agir – tinha medo de fazer qualquer coisa que pudesse interromper as carícias e o prazer que elas traziam.

Nick pareceu ler os pensamentos dela e deslizou suavemente os lábios pela face até chegar à orelha de Isabel, que sentiu um arrepio de prazer por todo o corpo quando ele segurou de leve o lóbulo de sua orelha entre os dentes.

– Toque em mim, Isabel.

***

“Inteligentes e românticos, os livros de Sarah MacLean contêm a simplicidade e o prazer absoluto que só escritores experientes são capazes de proporcionar. É maravilhoso imaginar as histórias que essa talentosa autora ainda vai criar.” – New York Journal of Books.

Resenha

Sarah MacLean tornou-se uma das minhas escritoras favoritas do gênero romance de época após eu ler a série O Clube dos Canalhas. Fiquei encantada por sua escrita sensual, inteligente e divertida. Todos esses elementos na medida certa, combinados à mulheres fortes e decididas, dispostas a quebrar as regras da sociedade em nome de sua felicidade e prazer.

Pesquisando sobre a autora descobri a série Os Números do Amor, lançada no Brasil pela Editora Arqueiro. Novamente me vi suspirando pelos romances da autora, me perguntando de onde vêm tamanha inspiração para criar livros tão maravilhosos.

Gostei muito da leitura, porém o primeiro livro da série, Nove regras Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar, ainda é o meu favorito. Este segundo volume apresenta uma escrita mais lenta, o livro é praticamente todo ambientado na propriedade onde Lady Isabel vive e isso tornou a leitura repetitiva, mas não menos sensual ou divertida.

Não recomendo a leitura do segundo volume antes do primeiro. Além de muito SPOILER referente ao primeiro volume,  tem todo um sentido ler os dois na ordem para poder compreender melhor a trama.

O Nicholas é um personagem apaixonante. Ele é inteligente, divertido e fofo ao mesmo tempo. Sua necessidade de salvar mulheres em perigo nos faz suspirar e nos apaixonar por ele. Sem dúvida alguma, Nicholas é o meu gêmeo favorito entre os St. John. A Isabel é a típica mocinha que tanto gosto nos romances da autora, determinada, forte e corajosa. A química entre o casal é boa e a resistência entre ambos de se entregar um ao outro logo no início é compreensível por tudo o que já viveram no passado. Os dois últimos capítulos me ganharam completamente, fez toda a leitura valer a pena. Gostaria de ler mais sobre os personagens coadjuvantes.

Indico a leitura para os amantes de romances de época e também para as leitoras que se apaixonaram pelos gêmeos St. John.

Por Viviane Gonçalves

Sobre a série

 

 

 

Sobre a autora

sarah_maclean_jpg_180x270_q85_upscale

Site/blog Oficial

Sarah MacLean passou boa parte da infância em meio a livros e bibliotecas, o que lhe inspirou o amor tanto por fatos históricos quanto por romances ficcionais. Formada pela Smith College e pela Universidade de Harvard, ambas em Massachusetts, foi quando se mudou para Nova York que Sarah finalmente decidiu unir suas maiores paixões e escrever o primeiro livro. Desde então, suas obras já entraram na lista de mais vendidos do The New York Times, do The Washington Post e do USA Today, além de terem sido traduzidas para mais de vinte idiomas.

Vencedora do prêmio RITA na categoria Romances de Época, Sarah MacLean também é colunista do The Washington Post. Ela ainda mora em Nova York, com o marido e a filha.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s