[Leitor InDica] Uma Vida Pequena – Hanya Yanagihara @editorarecord

12990962_10153977313105609_4589200127527241991_n

Uma vida pequena

Autor: Hanya Yanagihara
Título Original: A little life

Gênero: Romance estrangeiro

Páginas: 784

Editora: Record

Ler um trecho       Skoob

Candidato ao Prêmio Pulitzer de Literatura de 2016, Uma vida pequena é um dos livros mais surpreendentes, desafiadores, perturbadores e profundamente emocionantes das últimas décadas

Quando quatro amigos de uma pequena faculdade de Massachusetts se mudam para Nova York em busca de uma vida melhor, eles se veem falidos, sem rumo e amparados apenas por sua amizade e por suas ambições. Willem, lindo e generoso, é aspirante a ator; JB, nascido no Brooklyn, é um pintor perspicaz e às vezes cruel que busca de todas as formas ingressar no mundo das artes; Malcolm é um arquiteto frustrado que trabalha numa empresa de renome; e o solitário, brilhante e enigmático Jude funciona como o centro gravitacional do grupo. Com o tempo, o relacionamento deles se aprofunda e se anuvia, matizado pelo vício, pelo sucesso e pelo orgulho. No entanto, seu maior desafio, como cada um passa a perceber, é o próprio Jude, um litigante extremamente talentoso na meia-idade, porém, ao mesmo tempo, um homem cada vez mais atormentado, a mente e o corpo marcados pelas cicatrizes de uma infância misteriosa, e assombrado pelo que teme ser um trauma tão intenso que não só não será capaz de superar — mas que vai definir sua vida para sempre. Com uma prosa magnífica e genial, Hanya Yanagihara criou um hino trágico e transcendental do amor fraterno, uma representação magistral da dor física e psicológica, e uma análise da verdade nua e crua que permeia a tirania da memória e os limites da resistência humana.

♥  InDICA  ♥

14045945_1398791230137996_7016567599798739036_n
Claudia Sandes Miguel

Um livro não apenas maravilhosamente escrito mas, sobretudo, uma profunda viagem a nosso interior. A autora “desnuda” de maneira tão profunda os personagens que, não raro, conseguimos nos identificar em suas angústias, medos, tristezas, dores, alegrias, motivações, fraquezas e coragem. Trata-se de vida, de desistir e persistir; de morte, possibilidades, crueldade, tristeza, esperança, sofrimento, perda, amizade e amor. A todo momento nos vemos em um personagem, em uma passagem de vida que poderia ser nossa; vemos a nossa percepção sobre nós mesmos e, tão importante quanto, a percepção que achamos que os outros têm de nós. Porque, assim é a vida; podemos revelar (ou não) nossas mais íntimas mazelas ou satisfações, mas isso não fará com que elas deixem de existir ou sejam potencializadas; não fará com que curemos nossas dores ou que perpetuemos nossas alegrias.

Participe também da coluna #Leitor InDica
Envie sua indicação ⇒ lalunaliteraria@gmail.com

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s