[Resenha] Sr. Daniels – Brittainy C. Cherry @editorarecord

livro_3knbzt

Sr. Daniel – Brittainy C. Cherry.

Romance Estrangeiro

Páginas: 322

Ano 2015

Sinopse:

Depois de perder a irmã gêmea para a leucemia, Ashlyn Jennings vê sua vida mudar completamente. Além de ter de aprender a conviver sem parte de si mesma, ela precisa se adaptar a uma nova rotina. Enviada pela mãe para a casa do pai, com quem mal conviveu até então, ela viaja de trem para Edgewood, Wisconsin, carregando poucos pertences, muitas lembranças e uma caixa misteriosa deixada pela irmã.

Na estação de trem Ashlyn conhece o músico Daniel, um rapaz lindo e gentil, e a atração é imediata. Os dois compartilham não só o amor pela música e por William Shakespeare mas também a dor provocada por perdas irreparáveis. Ao sentir-se esperançosa quanto a sua nova vida, Ashlyn começa o ano letivo na escola onde o pai é diretor. E não consegue acreditar quando descobre, no primeiro dia de aula, que Daniel, o belo músico de olhos azuis com quem já está completamente envolvida, é o Sr. Daniels, seu professor de inglês.

Desorientados, eles precisam manter seu amor em segredo, e são forçados a se ver como dois desconhecidos na escola. E, como se isso já não fosse difícil o bastante, eles ainda precisam tentar de todas as formas superar os antigos problemas e sobreviver a novos e inesperados conflitos.


Resenha:

Uma perda. Uma mudança de vida repentina. Uma caixa com uma lista de coisas que se deve fazer antes de morrer. Um amor puro, regado a Shakespeare.

O livro, Sr Daniels, conta a história de Ashlyn. Uma garota de 19 anos que acaba de perder a irmã gêmea e melhor amiga, Gabby, para a leucemia. Elas eram muito unidas, mas agora além de lidar com a dor insuportável que está sentindo, Ashilyn terá que aceitar a decisão da mãe, que por conta de uma depressão resolve envia-la para a casa de seu pai que a abandonou quando ainda era muito pequena. Uma vida inteira sem contato com ele e agora se mudará para sua casa como se fosse a coisa mais simples do mundo.

A impressão que Ashilyn teve a vida toda, é de que sua mãe sempre amou mais a irmã e por ela ter morrido, quis se livrar dela de qualquer jeito. Então, diante da situação ela fica muito abalada com essa mudança de cidade e de vida.

Porém nessa viagem de trem para enfrentar sua nova vida, é que tudo muda. Ashlyn conhece um garoto dos olhos azuis. Olhos lindos. De tirar o fôlego. Brilhantes. Como se não bastasse ele ainda a deixa encantada ao falar sobre Shakespeare.

Ao chegarem na cidade os dois se separam, mas não antes de Daniel a convidar para assistir uma apresentação de sua banda no Bar do Joe e, em seguida, Ashlyn vai para casa de seu pai, Henry, ao qual ela chama pelo nome devido a falta de intimidade. Lá ela conhece sua nova família que é composta pela atual esposa de seu pai, Rebecca e dois irmãos super unidos, Haylen a menina mais nova e Ryan o irmão mais velho e cheio de problemas pessoais.

Os problemas da família de seu pai, são apresentados no decorrer das páginas. O interessante é que Ashlyn, mesmo sem saber da existência dessa familia, se torna rápidamente muito amiga dos irmãos e tudo o que acontece no livro é muito intenso.

Passado alguns dias de convivência, chega o dia de ir assistir à apresentação no bar e a banda de Daniel, se chama Romeo’s Quest e as músicas são todas baseadas nas obras de Shakespeare.

A forte ligação dos dois é tão natural que fica impossível não se sentir tocado com essa linda história de superação e amor. Daniel é o cara de olhos azuis que entra na vida de Ashlyn para trazer um pouco de alegria e luz para seus dias tão escuros, e o mesmo pode-se dizer de Ashlyn na vida de Daniel.

Por falar em seus dias escuros, Daniel também tem seu passado de perdas e entende perfeitamente como Ashlyn se sente e juntos os dois conseguem se apoiar um no outro e subir, conseguindo enxergar o sol e uma saída para todo este sofrimento.

Como pouco sofrimento, é bobagem, quando Ashlyn volta a frequentar as aulas é surpreendida por conhecer seu novo professor de Literatura Inglesa e reconhecer nele os mesmos olhos azuis que tanto a encanta desde o encontro no trem.

Daniel, é Sr. Daniels e professor de Ashlyn por pelo menos um ano, que é o tempo que falta para ela completar seus estudos. Os dois não podem ficar juntos e muito menos divulgar o romance em público. Pois o pai de Ashlyn é o vice diretor da escola.

O amor deles é fascinante. Na verdade, é o cume da história. Um amor puro, forte e intenso. Em alguns momentos fiquei com um nó na garganta, sofrendo junto com os eles. Os dois enfrentam tantas situações difíceis na vida que é impossível não se emocionar com a leitura.

Deixando de lado o sofrimento, o livro também nos traz momentos de calmaria e algumas risadas. E devemos isso a Gabby. Sim, ela está morta, mas deixou uma caixa com uma lista de coisas que a irmã tem que fazer antes de morrer e a cada item realizado, Ashilyn recebe uma carta de sua irmã. Algumas dessas cartas são descritas no livro e a emoção só aumenta, mas é libertadora.

Com uma linguagem simples, a autora consegue te prender do início ao fim e faz dos personagens secundários essenciais para uma trama perfeita.

A banda Romeo’s Quest abre todos os capítulo com trechos das músicas e embala todos os dramas familiares, os amores, as amizades, superação, perdão e tolerância.

Sr. Daniels, é desse tipo de livro que você ama e te deixa com uma ressaca literária enorme. Nas últimas páginas você já começa a sentir falta dos personagens que aprendeu a amar.

É lindo ler o amadurecimento de cada um deles. Seja pelo amor ou pela dor.

“Todo mundo tem um ouro. Pode ser qualquer coisa, uma música, um livro, um animal de estimação, uma pessoa. Qualquer coisa que te faça tão feliz que seu coração explode de alegria. Parece que você está sob o efeito de drogas, mas é melhor porque é uma onda natural. Shakespeare é meu ouro.”

“Coisas terríveis aconteceram na minha vida E eu venho percebendo que se não dizemos o que precisamos dizer quando temos chance, acabamos nos arrependendo depois. Mesmo se estiver zangada, diga. Grite para o mundo, enquanto ainda tem uma chance. Porque uma vez que a vida passa, essa oportunidade não volta. E as palavras não ditas também se perdem para sempre.”

Nota: 5/5 estrelas

Por Dé Nobrega, nossa nova colaboradora linda e maravilhosa!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s